Desconhecido…

“O que dá o verdadeiro sentido ao encontro é a busca, e é preciso andar muito para se alcançar o que está perto.”

– José Saramago –

Confesso que hoje, desde o instante em que me levantei da cama, só queria poder (e conseguir) escrever com descontinuidade a respeito dos meus vazios.

Talvez dissertar de modo impensado sobre o que já não sinto mais aqui ou falar compulsivamente daquilo que parece ter seguido rumo a um lugar bem distante do tatear de minha alma.

Mas, na pausa entre o pigarrear, um café e outra melodia, eu me lembrei de você.

Sim, você. Uma pessoa que eu ainda mal ousei conhecer, mas que já se permitiu ensaiar dias melhores em meus cenários.

Por um demorado instante, as paisagens, que antes se faziam levemente tristes, puderam sorrir em certo espaço partido e perdido da mente…

Eu não sei onde você mora, nem mesmo de onde surgiu para chegar até mim…

Quem é você, caro desconhecido que me visita e causa tamanha sensação de apego?

Quem é você que já permeia as lacunas da minha escandalosa falta?

Deixando um pouco as racionalidades de lado, pergunto-me: será que isso realmente importa?

Pode ser que eu precise apenas te sentir. Saber por que você está aqui. Entender se isso não significa viver mais de um mesmo contexto.

E, se significar, não me arriscarei? Difícil dizer, principalmente porque meu íntimo já sabe a resposta.

Eu deixo meu coração se doer até o fim, mas jamais me recusaria a prosseguir enredos por medo de sentir… MUITO.

Anúncios

2 comentários sobre “Desconhecido…

  1. Claudia Costa disse:

    Quem será esse desconhecido que parece ornar mais com a sua realidade e lhe deixar sorrisos e levezas?
    Desconfio que seja você mais que qualquer outra energia, A energia que lhe movimenta os novos passos e sente o chão que pisa com os pés, porque voar é bom, mas a segurança do chão que pisamos…ah….não há vôo melhor que isso!

    Seja com os vôos da imaginação que a levam para longe, ou com os pés que te trazem pra perto, desejo sempre e muito, que você seja a mais feli das pessoas.

    Cá entre nós, um segredo: Nem o seu maior vazio aproxima-se de um vazio real, porque, minha linda amiga, com essa doçura e amorosidade é IMPOSSÍVEL ficar vazio, ainda que as vezes você possa não se sentir tão completa daquilo que deseja.

    Te Amo por existir.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s