Uma saudade…

“Aos olhos da saudade, como o mundo é pequeno…”

(Charles Baudelaire)

Ouso iniciar esta prosa no singular, mesmo sabendo que cada palavra escrita aqui engloba um universo de pluralidades que não poderiam ser traduzidas, muito menos explicadas. Apenas sentidas…

Guardo uma saudade no horizonte que cruza um tal território (des)conhecido em mim. É um sentimento grandioso, daqueles que não se consegue pesar nem medir com a exatidão dos números, seja com o auxílio da balança ou da fita métrica…

Bate em meu peito uma ausência dolorida, o sentimento sonhado de voltar no tempo em direção a um passado que, aos meus olhos, simbolizava libertinagem, profundeza, essência.

Talvez nem fosse tão melhor assim, ao se pensar racionalmente… mas, a alma sabe lá o que é razão?

Lembranças explícitas atravessam uma parte já esquecida da memória, dando vazão ao que já se sabia antigo, porém – de alguma maneira – sempre consegue soar como surpreendente.

Sim, há aqui uma saudade engasgada, sozinha, órfã de pai e mãe – mas que se reproduz a passos largos, não tem medo do que fará o coração sentir.

Sente. E ponto. O outro é que se vire.

Observo a pretensa leveza na suavidade do agora e isso me remete ao sótão de mim. Onde andarão as poeiras? Como pude esconder as migalhas em locais tão ocultos, quase invisíveis?

Tenho saudade daquilo que queria agarrar e não consigo, por escassez de força ou, quem sabe, falta de fé no recomeço… Logo eu, que me considero das mais otimistas, debato-me em entraves quando o assunto é demasiadamente torto ou me afugenta o espírito.

Não, não ousaria compreender de onde foi que deixei surgir o pensamento solto ou brotar a passagem lenta das horas.

Hoje, só me sei saudade…

Anúncios

8 comentários sobre “Uma saudade…

  1. Joakim Antonio disse:

    Sentimentos chegam e envolvem, não há explicação lógica, nem deveria, senão alguém poderia extirpar o que, talvez, faça parte do alicerce.

    Sinta, absorva, observe, aprenda e siga.

    Beijo minha querida.

    Uma fantástica e linda vida Tati.

    Curtir

  2. Eliana de Faro Valença disse:

    Que delícia ler essa tua saudade Tatiana querida! Difícil explicar a saudade…mas no teu texto você nos fez sentir a intensidade desse sentimento tão único!!! Realmente a alma não sabe o que é razão…
    pois ela gosta de aventuras rsrs
    Grata pelo momento bom que me proporcionou!

    beijo com carinho
    da Eliana

    Curtir

  3. Ingrid disse:

    a saudade..
    tema intenso principalmente para quem dela é refém..
    suas nuances são por vezes opacas ,mas frequentemente plenas de vermelho vivo,de pele que se abre na dor..
    é saudade dói.. principalmente quando a sabemos eterna..
    mas também doce e terna quando amamos…
    lindo escrito querida.. me levou tão longe!
    beijos…

    Curtir

  4. Cláudia Costa disse:

    Saudade é um sentimento inútil. Só fica bom depois que morre, qd podemos ter perto aquilo que nos é caro.
    Saudade do que virá… isso deve ter outro nome…Ansiedade talvez? Sei lá.
    Alguém me disse certa vez que certos apertos no coração em virtude de algo que ainda não vivemos, se dão porque nossa alma viaja, dá um pulinho no futuro e volta, deixando-nos com essa sensação de ter saudade do que ainda não chegou.
    Se for assim, é lindo, é bom.
    Torço pra que essa sua saudade seja apenas a mente ansiando por aquilo que sua alma já conheceu.

    Um beijo no coração que me ensina sempre.

    Curtir

  5. Inge Lobato disse:

    Lindo texto, Tatinha!!
    Sentir saudade é reviver o que foi bom, o que nos fez sentir vivos em algum momento da vida. Como é um filme particular, temos o hábito de reeditar o roteiro até que o final seja feliz. Entendo a saudade como um mapa que utilizamos para nos entendermos, e buscarmos na vida elementos que tragam o mesmo prazer vivido anteriormente. Tenho impressão que, no final da vida, a única coisa que resta é a saudade. Por isso, durante o percurso, usar essa saudade como guia para os anseios da alma é fundamental para uma vida mais feliz. Beijos da fã!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s