Mar sem respiro

2169303

“Aguardo-me no tempo da viagem,
que o tempo me esqueça,
que março termine,
que o mar acalme…”

— O Transversal (VCruz) —

Vez ou outra, mergulho em mares profundos, praticamente sem volta. Quase nunca consigo vislumbrar sequer uma possibilidade de retorno.

Um piscar de olhos e já nem estou mais ali. Não sei onde estive, muito menos aonde cada maré luminosa irá me levar.

A bem da verdade, há pouquíssimos momentos no quais me reconheço no lugar em que me basto. Ficam as frases que não foram faladas e, assim, o silêncio do não dito perturba a minha calmaria.

Nunca fui de me expressar em meio aos restos, mas eles são o meu porto seguro nos instantes de retomar qualquer tipo de fôlego. Talvez, apenas para tentar mais uma vez.

As ondas daquele mar ainda me assustam. É um ambiente já familiar ao meu suposto abrigo, mas o conhecido nem sempre se faz acalento.

Busco, pois, motivos para adormecer os medos e fazer cantoria na calada da noite. Ela, sim, me conforta, principalmente porque se nega a contar o que ocorrerá no despertar de cada manhã.

Não seria este um motivo de espanto e angústia, a incerteza do dia seguinte? No meu caso, é ao contrário. A ignorância acomoda todos os vícios, mantendo-os sãos, sóbrios, estranhamente confiáveis.

E eu vou seguindo, rumo a um novo mar, mesmo sem saber quando ou por que irei avistá-lo.

Anúncios

5 comentários sobre “Mar sem respiro

  1. luma rosa disse:

    Em mares revoltos tomamos as mais importantes decisões. Na calmaria, acomodamos… 🙂

    Tatiana, vim lhe fazer um convite:

    Como você já participou do BookCrossing Blogueiro, venho te chamar para o 6º BookCrossing Blogueiro que acontecerá do dia 16 à 23 de Abril. Ficarei feliz com a sua presença, participando ou simplesmente divulgando!

    “Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo e esquecer os caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia; e se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.” (Fernando Teixeira de Andrade)

    Feliz páscoa!!
    Beijus,

    Curtir

  2. Inge Lobato disse:

    Que lindo texto, querida! Que suas incertezas te levem muito longe, e que o mundo responda seus questionamentos sempre, e em cada resposta você encontre um aprendizado necessário. Beijos da fã!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s