É sempre tarde quando acordo…

Há certas dúvidas que adormecem comigo e insistem em atuar como um despertador de minhas entranhas, em sobressalto…

Elas não permitem que se silencie o íntimo das horas, por um instante sequer, mesmo quando as pálpebras – cansadas -, clamam por repouso.

E então acordo, como quem está em débito com uma resposta ao mundo. Pode ser que a minha missão seja mesmo deixar de dormir, uma vez que de pouco vale o sono do corpo quando não se consegue relaxar a alma…

Mas, ainda assim, persisto na ideia de que amanhã será diferente. Ou depois de amanhã. Na semana que vem. Daqui a alguns anos…

O fato é que meu imaginário precisa se fixar na crença de que, em um momento qualquer, as coisas darão certo. De que conseguirei dar conta e não, não estarei devendo nada a ninguém. Nem a mim mesma.

Sem essa ilusão, quase nada me resta. Preciso arregaçar as mangas e sentir em mim uma espécie de esperança – um alento àquilo que não tenho potencial para ser ou exercer hoje.

Por ora, talvez o que eu faça já seja muito, ou, provavalmente, nem migalhas perto do que gritam os meus desejos. Mas eu dou um salto e esbravejo o meu ideal, já que, onde quer que esteja, um objetivo maior me ouve. E me aguarda chegar.

Contudo, hoje o tempo ainda se faz em lentidão. É sempre muito, muito tarde quando decido me expor ao mundo e mostrar a que vim.

Eu não me sinto preparada para receber o universo que me cerca, de braços abertos. Ele tampouco reconhece quem sou. Somos estranhos a se apresentarem na calada da noite, enquanto o querer se esconde atrás dos muros.

É, meu bem… A trilha já se iniciou faz tempo.

E eu neste lugar, ainda ensaiando como viver…

*Este post faz parte do projeto “Caderno de Notas”, do qual participo ao lado das escritoras Ana Claudia Marques, Ingrid Caldas, Letícia Alves, Luciana Nepomuceno, Lunna Guedes e Thelma Ramalho. O tema da semana é: “É sempre tarde quando acordo…”.

Anúncios

3 comentários sobre “É sempre tarde quando acordo…

  1. Ingrid disse:

    amada Tati,
    o que somos nós?..o que é tardio em nós?
    de onde vem tanto anseio?..
    são os questionamentos que nos assomam,ou nos assombram..
    mas vamos em frente e a descoberta nos realiza..
    beijos..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s