Vozes de sentir…

“Conseguimos até ficar sozinhos nessa pequena liberdade: a de que  o tempo é um fator natural, é crescimento e mudança permanente. Que ele não só nega e rouba com uma das mãos, mas, com a outra mão, oferece.”

[Lya Luft]

Percebo meu coração… ou seriam vozes gritando do lado de fora? Não sei ao certo… Lentamente, busco perceber os espaços vazios, existentes entre cada batida do peito… Respiro fundo. Verifico passos, caminhos… Desenho silêncios nos quais me reconheço.

… é estranho deixar a melodia se delinear naturalmente… já se passaram alguns minutos e, confesso, a calmaria invadiu cada lacuna. O coração não saiu pela boca… nem os impulsos atravessaram meu ser. Sou eu mesma, a dar de ombros às exigencias alheias…

Sinto o aroma do café em algum lugar longe daqui – pausa – a alma não pode deixar para depois, manifesta-se imediatamente em um novo enredo. Novas sombras… outros personagens: confundem-se hemisférios… Onde está o espelho?

Talvez quebrado em algum canto da casa… guardei os cacos para – possivelmente – recompô-los um dia… Por enquanto, enxergo-me em pedaços… Hoje, quero apenas ser…

… arder em mim!

Anúncios

4 comentários sobre “Vozes de sentir…

  1. Claudia Costa disse:

    “O coração não saiu pela boca… nem os impulsos atravessaram meu ser. Sou eu mesma, a dar de ombros às exigencias alheias…”

    Aqui do meu canto, aprecio a vista. Observo silenciosa, o desenrolar da história. Vez em quando não me caibo, fico de pé e minha existência vira aplauso. Vibrante por te saber cabendo em paz nos teus silêncios.
    Torço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s