Adormeci você em mim…

“Minha saudade
saúda tua ida
mesmo sabendo
que uma vinda
só é possível
noutra vida.”

[Alice Ruiz]

Existem certas vivências que flagram o coração desprevenido… obrigando-nos a interromper o ritmo de uma dança, conhecida e habitual…

E foi num desses instantes, completamente isenta de qualquer disfarce, que me desfiz em múltiplos pedaços naquela manhã… A sua partida, porém, deixou-me diante das labaredas que consumiam tudo o que você havia ajudado a construir.

Nunca antes eu havia sido alguém aos olhos alheios… jamais me possibilitei ser. E, absolutamente exposta – em meio àquele nosso jardim, que ensaiava florescer suas primeiras sementes -, vi o quão pouco existia de mim mesma em cada detalhe ali apresentado…

Consenti que a vida fosse apenas sombra… restringi meus passos ao que era o meu conto de fadas! Se o mundo tivesse encenado seu fim, eu teria sido feliz, mas ao assistir seu adeus, tentei agarrar-me ao nada, como me agarraria ao tudo, em vão…

Anúncios

3 comentários sobre “Adormeci você em mim…

  1. Lunna Guedes disse:

    Me fez lembrar um texto do Gikovate em que ele afirma que precisamos aprender que a solidão nos ensina a ser feliz por nos mesmos para que quando estivermos com o outro não creditamos a nossa felicidade a esse alguém, afinal, isso depende de nos mesmos.
    Bacio

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s