Sonho real…

“A resposta certa não importa nada:
o essencial é que as perguntas estejam certas.”

[Mário Quintana]

Despertei lentamente em meio à penumbra do quarto que, como num sopro, chamou-me à vida nesta manhã… a realidade entremeada em seus cortes fez a alma recordar o sonho: nele estava você! – com suas metáforas e o tanto que delas fermenta em meu ser: devaneios imprevisíveis…

Sua figura veio ao meu encontro, como costumava acontecer tempos atrás… Adentrou cada canto daquele espaço, acariciando meus cabelos de menina – e, confesso: abri os braços, ensaiando um abraço demorado – mas, conscientemente, tudo o que minha fragilidade permitiu foi o silêncio…

Suas mãos suaves feito brisa chegaram a percorrer o meu rosto – latente em chamas de afeto –, com um toque sereno… inconfundível! Por um segundo, abri  mão de meus infortuníos… revelando parte do que mantenho embaixo dos véus, que ofuscam o meu olhar inócuo  – como neblina  – rudimentando os dias.

Desnudei-me frente ao seu espelho, entregando-me fielmente ao seu colo… entorpecida, absorta, perdida e, ao memo tempo, liberta… para suplicar certa espécie de orientação aos meus movimentos!

Seu abrigo acolheu-me a alma, possibilitando o desadormecer de meus sentidos… amanheci em paz, como se a realidade fosse ainda parte desse sonho!

Anúncios

5 comentários sobre “Sonho real…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s