Sombra-luz…

‘Antes de um lugar há o seu nome. E ainda
a viagem até ele, que é um outro lugar
mais descontínuo e inominável.

| Maria do Rosário Pedreira |

Ela me ensinou que certos encantamentos nasceram para durar bem mais que uma simples estação… Ressignificou a vida – organizando espaços dentro e fora de mim – e, sem precisar ser outra, tomou emprestadas algumas de minhas crenças, para devolvê-las mais sólidas e seguras de si.

Ajudou-me a retornar a um terreno antes temeroso e íngreme e, com tintas próprias, mostrou como se desenha um caminho fiel à alma… ao corpo… enfim, a este complexo conjunto que somos.

Distribuiu seu afeto sincero e me tomou pelas mãos, tal como quem colhe flores em um jardim de inverno: com cuidado e tolerância, para não feri-las em sua essência…

Ela é absurdo-ousadia-tentativa-singularidade. É o meu oposto mais espelhado – o meu igual mais agudo – aquela que quero ser quando crescer, na próxima encarnação (porque, nesta, não me importo em deixar todos os atributos para ela)…

Ao seu lado, não me sinto menos nem mais: posso ser humana e construir os sonhos que meus olhos vislumbram, sem medo de que sejam vistos como errados ou mal interpretados.

E, não importa quantas vezes eu falhe… desconstrua… mude de ideia, de vestimenta ou de país: tenho seu sorriso verdadeiro para recolher todas as peças do chão, e montar meu quebra-cabeças outra vez…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s