Em linha reta…

Quero-te como a brisa do mar que me consome: perene… porém, perfeita em seus movimentos de tocar o céu.

Quero-te como antes não conheci o desejo em minh’alma, já que os ventos eram recusos e o tempo se fazia tardio.

Com meu feitio de pressa quero-te sempre e nunca, em compasso de espera, até que cada noite se mostre infinita em meio ao nosso sentir.

Não te desejo ilusão, nem te quero fogo que não arde: busco a luz possível entre o espaço deixado na imensidão de nós dois.

Vem?

Anúncios

2 comentários sobre “Em linha reta…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s